Skip to content

Incêndio no Caratuva

30/12/2007

pico-251.jpg
foto: Danilo Ramos
No final do último inverno, presenciei uma das visões mais tristes de que me lembro. Havia pouco mais de um mês que eu tinha escalado a bela montanha do Caratuva, na serra do Ibitiraquire e estava voltando de viagem, quando resolvi dar uma passada por lá para tomar um banho de cachoeira, aos pés da serra. quando me aproximei, vi a trilha de fogo que subia pela face oeste da montanha, as viaturas dos bombeiros e da polícia ambiental quase me jogaram pra fora da estradinha de terra, apressadas no caminho para a fazenda e, chegando lá, encontrei o meu amigo Dilson inconsolável com a devastação de 2 das montanhas do complexo e com a ameaça às outras, inclusive ao majestoso Pico Paraná. Até hoje não se sabe o que causou o incêndio. Muitos montanhistas culparam os “farofeiros” de fim-de-semana, que visitam a região e não tem um pingo de respeito, jogando sempre lixo na natureza, fazendo as necessidades nos meio da trilha e, infelizmente, fazendo fogueiras. Além disso, o fogo podia ter sido causado por um balão de festa junina fora de época (outra estupidez), ou até ter causas naturais. Mas ficou óbvia a ineficiência das forças do estado que apesar dos esforços individuais dos bombeiros e da Força Verde, estavam mal equipados, mal abastecidos e em número insuficiente. Enquanto os incêndios varriam várias áreas no estado do Paraná, o presidente Lula mandou um helicóptero com helibalde para combater um incêndio no Chile. Não que os nossos incêndios sejam mais importantes que os que afligem as florestas do Chile, mas um helibalde teria feito toda a diferença para aquela montanha que agonizava.

pico-118.jpg
foto: Danilo Ramos

Voltei para casa com um nó na garganta e um sentimento de impotência, me lembrando dos belos momentos que passei no cume daquela montanha, das flores na beira da trilha, dos pássaros voando sobre a barraca no amanhecer. E agora me parecia que eu não podia fazer nada a não ser ver o Caratuva morrer. No dia seguinte, passei pra pegar o Dino e fomos até a fazenda. Chegando lá, descobri que já haviam passado por lá, mais de 200 voluntários nos mais de 7 dias que durou o incêndio. Subimos a pé com um dos comandos dos bombeiros, passamos pelo morro do Getúlio, devastado pelo fogo e lá pegamos uma carona de helicóptero até o cume do Caratuva.
Quem nunca esteve em um incêndio florestal não têm idéia do inferno que é. As árvores velhas e gigantescas, despencam sobre a trilha, debaixo dos pés surgem labaredas que brotam da terra e a terra e as pedras deslizam montanha abaixo sem asraízes para as segurarem.

pico-233.jpg
foto: Danilo Ramos

De toda tragédia, se tira uma lição. Depois do incêndio foi criada a primeira Brigada Voluntária de Combate a Incêndios Florestais do Paraná, da qual eu tenho orgulho de fazer parte. Espero que nunca precisemos entrar em ação, mas estaremos preparados quando formos solicitados. As fotos desse post foram tiradas pelo Dino no dia que ele me acompanhou como voluntário. Fotógrafo de verdade não fica só tirando fotos, ele botou a mão na massa, e na enxada, para ajudar a combater o fogo.

Ps. Essa semana, vi em um notíciário que em um dos países do sul da Ásia afetados pelo Tsunami, em memória  ao primeiro ano da tragédia, foram lançados ao ar centenas de balões, em homenagem às vítimas. Espero que daqui a um ano, não tenhamos que homenagear as vítimas desses balões. A lição aqui parece ser: Nunca subestime a estupidez humana.

Anúncios
One Comment leave one →
  1. julio permalink
    01/11/2010 8:15 am

    Se estas paragens não tivessem sido desocupadas de seus antigos moradores, com suas técnicas de produção agricola baseadas na prática da coivara, que cria um mosaico de diferentes vegetações na paisagem, tal desastre nunca teria acontecido.

    Crítica é bom, mas deve ser feita baseada em teoria para não ficar vazia de conteúdo.

    Abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: